PROFISSÃO: ESTAGIÁRIO

Para alguns, ser estagiário é a pior coisa do mundo, uma batalha pouco reconhecida e pouco recompensada. Mas para outros o aprendizado vale mais que qualquer salário.

Estagiário realmente trabalha duro, corre pra lá e pra cá, se desdobra e, no final do mês, vem o salário, também conhecido como bolsa, porque na realidade é praticamente o valor de seu curso. O dinheiro cai na conta e muitas vezes não dura uma semana. É mensalidade, material, livros e não sobra quase nada. E isso acontece nas melhores famílias.

Viando a melhoria destas condições das relações de estágio, para as empresas e para os estudantes, desde o ano de 2008 vigora no Brasil a Lei do Estagiário, nº 11.788 (de 25 de setembro de 2008).

Veja alguns pontos do texto:

– A jornada de trabalho de um estagiário é de 6 horas diárias, ou seja, 30 horas semanais.

– O contrato não pode passar de 2 anos. Exceto quando o estagiário é portador de deficiência.

– Ele tem direito a férias remuneradas, após 1 (um) ano de trabalho. Esse período que deve ser de 30 dias, deve ser gozado preferencialmente junto com as férias escolares.

Ser estagiário tem suas vantagens. É como uma continuação do processo de aprendizagem. Quem estagia aprende e se prepara para embarcar de vez no mercado de trabalho. É no estágio que se “pega as manhas” da profissão. Ele é como uma ponte importantíssima que te leva da faculdade ao emprego dos seus sonhos.

 

Fonte: http://foconoprofissional.com/profissao-estagio-a-dura-vida-dos-estagiarios/