É hora de rever os preços de venda

Empresário deve levar em conta a situação dos consumidores que estão com orçamento reduzido

 

faturamento nada mais é que a soma das vendas. E para vender é preciso cuidar da qualidade do produto, do atendimento, da localização, do preço e dos prazos concedidos. Estamos falando de coisas que podem influenciar a decisão dos clientes, muitos deles com orçamento reduzido. Por isso, a estratégia de rever preços deve ser considerada. Mas, de que maneira?

De acordo com a especialista em finanças Beatriz Carvalho, analista do Sebrae Minas, o primeiro passo é negociar na hora da compra. Assim como o consumidor tem necessidade do seu produto, você precisa adquirir esse produto do seu fornecedor. Você é cliente do fornecedor. E da mesma forma que você depende do cliente, o seu fornecedor depende da sua compra para faturar. Portanto, negocie sem constrangimento.

O segundo passo é entender que uma boa venda começa por uma compra bem-feita. Administre o seu giro de estoque – estoque com giro baixo é dinheiro parado e um custo a mais para o negócio. Em seguida, promova seuempreendimento. Além de divulgar os produtos e serviços, é importante reduzir o preço de algumas mercadorias para atrair o cliente. Faça composições de diferentes produtos para vender mais por menos. E, em paralelo, acompanhe o seu concorrente. Para se manter vivo no mercado, neste momento econômico difícil, talvez tenha de abrir mão de parte do seu lucro.

Como calcular o preço?

O preço de venda calculado adequadamente é aquele que cobre todos os custos (variáveis e fixos) e ainda gera um percentual de lucro líquido. E como achar o percentual de custo fixo? Segue a fórmula:

Divida a média mensal dos custos fixos pela média mensal de faturamento e multiplique o resultado por 100.

Exemplo:

Custos fixos = $ 10.000,00

Faturamento = $ 20.000,00

$ 10.000,00 / $ 20.000,00 = 0,50 x 100 = 50,00%

Preço de venda = $ 50,00

(-) Custo da mercadoria = $ 25,00

(=) Lucro bruto = 25,00

Achando o lucro bruto em % = Lucro bruto / Preço de venda x 100

$ 25,00 / $ 50,00 = 0,50 x 100 = 50,00%

Desse lucro bruto, subtraia o custo fixo. Se seu custo fixo é de 50,00%, este produto paga os custos fixos (50,00%), mas não gera margem de lucro.

Fique sempre atento a esse questionamento: subtraindo o custo variável do preço de venda, o resultado é suficiente para cobrir os custos fixos e ainda gerar margem de lucro? Nessa situação, você pode abrir mão de um percentual da margem de lucro para manter o cliente consumindo seu produto e, consequentemente, o faturamento e a saúde de sua empresa.

 

Fonte: Sebrae Minas Gerais – 21/03/2017